• EB1JICavalinha01.jpg
  • EB1JICavalinha02.JPG
  • EB1JICavalinha5.JPG
  • EB1JICavalinha6.JPG
  • EB1JICavalinha7.JPG
  • EB1Marim.jpg
  • EB23JoaoRosa-01.jpg
  • EB23JoaoRosa-2.jpg
  • Marim.JPG
  • n6.JPG
segunda 6 abril 2020

Como já é do conhecimento público, o Governo decidiu proceder à suspensão das atividades com alunos nas escolas, de 16 de março a 13 de abril.
Felizmente, até ao momento, não tivemos qualquer caso suspeito em qualquer dos nossos estabelecimentos de ensino. Hoje concretizámos o último dia de atividades letivas sem qualquer facto ou anomalia registada, embora alguns encarregados de educação tivessem preferido manter os seus educandos em casa.
Esta precaução, perfeitamente legítima em quem tem filhos em idade escolar, deverá ser prolongada durante o período que se segue, pois estamos todos cientes que a pandemia que nos afeta ainda não se encontra no seu pico e, consequentemente, podemos e devemos esperar que o número de casos de contágio aumente nos próximos dias.
Este isolamento que os nossos especialistas nos propõem não deve ser visto de ânimo leve. Esta suspensão das atividades letivas e não letivas presenciais terá efeitos tanto mais positivos quanto os alunos e as famílias cumpram estritamente as regras de higiene, de distanciamento social e, sobretudo, se for evitada a deslocação a locais com concentração de pessoas.
Durante todo este último período, os nossos alunos receberam instruções precisas sobre o comportamento a tomar perante esta nova contingência. Se tiverem dúvidas sobre isto, aconselhamos pais e encarregados de educação a consultar toda a informação existente e, porque não, também se aconselharem com os seus filhos. O que deverão ter como ponto de honra é a não exposição tanto de adultos como de crianças e jovens a saídas que não sejam urgentemente necessárias.
Para proteção de todos, educadores, professores titulares de turma e diretores de turma tentaram garantir todos os contactos telefónicos e eletrónicos de encarregados de educação e alunos. Se por um lado, é importante monitorizar o estado de saúde de toda a comunidade educativa, ação importantíssima no decorrer de um período destes, muitos docentes também irão tentar assegurar uma continuidade pedagógica online com os seus alunos, pois convém não esquecer que o período que se segue não são férias.
Além do processo de inscrição nos exames nacionais, que está a decorrer, e para o qual o Ministério da Educação está a preparar um procedimento para que os alunos não necessitem de se deslocar à escola para a inscrição, há que referir que a avaliação sumativa do 2o período será efetuada no período normal que estava programado. Por todas estas razões, convinha que os alunos mantivessem contatos, por telefone ou por mail, com os seus professores.
Os Serviços Administrativos da EB 2,3 João da Rosa não vão ter atendimento ao público durante todo este período. O fornecimento de refeições escolares aos alunos com escalão A da ASE é garantido pelo refeitório da escola sede. Todos aqueles que pretendam usufruir destes serviços, deverão dirigir-se à entrada da escola e fazer a sua inscrição, prevendo-se que, caso haja inscrições previamente, possa iniciar-se no dia 18 de março.
Agradeço a participação de todos na ultrapassagem deste difícil período da nossa vivência coletiva.

O Diretor
Luís Manuel dos Santos Felício

 Escolas de acolhimento dos filhos do pessoal da saúde, forças de segurança e bombeiros no Algarve (AQUI).