• EB1JICavalinha01.jpg
  • EB1JICavalinha02.JPG
  • EB1JICavalinha5.JPG
  • EB1JICavalinha6.JPG
  • EB1JICavalinha7.JPG
  • EB1Marim.jpg
  • EB23JoaoRosa-01.jpg
  • EB23JoaoRosa-2.jpg
  • Marim.JPG
  • n6.JPG
segunda 14 outubro 2019

Alunos da João da Rosa monitorizam resíduos na Ilha da Armona

Um grupo de 250 alunos – todo o 3º Ciclo – da Escola João da Rosa dedicou a manhã de sexta, 8 de março, a uma atividade de monitorização e recolha de resíduos na Ilha da Armona. A iniciativa, que decorreu pelo sexto ano consecutivo, no âmbito do projeto Coastwatch, proporcionou aos alunos momentos de aprendizagem e de tomada de consciência no terreno sobre a ‘marca’ deixada pelos resíduos numa zona ambiental protegida como a Ria Formosa.

O Coastwatch é um projeto europeu de voluntariado de monitorização dos resíduos na costa, que começou na Irlanda há cerca de 30 anos. Consiste em fazer o levantamento da evolução da erosão costeira mas, sobretudo, dos resíduos de plástico, vidro, papel e orgânicos. Os dados são posteriormente introduzidos na plataforma do projeto, o que permite observar qual é a sua evolução ao longo do tempo.

Em Olhão, foi escolhida uma área na Ilha da Armona, na qual as duas centenas e meia de jovens, separados em grupos, monitorizaram 7 quilómetros de costa de Ria e mar. Paralelamente à monitorização, os alunos procederam, igualmente, à recolha dos resíduos.

Para o professor Nuno Magalhães, responsável pelo projeto Escola Azul na João da Rosa, a preocupação com a educação para o ambiente neste estabelecimento de ensino prende-se com “a sua própria localização na área da Ria Formosa, com o facto de muitos alunos virem de famílias que, direta ou indiretamente, vivem da ‘saúde’ da Ria e com o facto de a escola fazer parte do projeto de literacia dos oceanos Escola Azul”, que pretende incutir nos alunos a necessidade de compreender que o mar é essencial para a vida.